Marketing Digital: O que é? Como fazer? Benefícios


Marketing Digital

Marketing Digital

Conceitos de Marketing

Primeiramente, precisamos conhecer a definição do conceito de marketing para entender a sua importância nos dias atuais.

Philip Kotler, em 1967, definiu marketing como: “Um processo social e gerencial pelo qual indivíduos ou grupos obtêm o que necessitam e desejam através da criação, oferta e troca de produtos de valor com outros.”

“Marketing é a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente.”

“Marketing é identificar e antecipar as necessidades dos clientes e satisfazer essas necessidades de uma forma lucrativa, tanto para a empresa quanto para o consumidor.“

O marketing de uma forma geral, não é apenas a criação de uma propaganda ou comercial para vender um produto, como muitos acreditam. O marketing é parte essencial para gerenciar a comunicação interna da empresa, criar ações para melhorar a satisfação dos clientes, cuidar da imagem da empresa/marca em canais para garantir uma boa reputação para evitar perder novos clientes, e principalmente é através do marketing que são definidas as ações para gerar novas vendas, leads ou contratos de uma empresa.

A realidade do Marketing nas Empresas

Embora muito falado atualmente, o marketing ainda é insuficientemente ou erroneamente explorado pelas empresas. Todo empreendedor, quando inicia um negócio, focaliza quase que exclusivamente no produto ou serviço prestado. Só vão pensar no Marketing quando veem que os resultados obtidos não são aqueles que eles estavam esperando. Outro equivoco, é pensar que o Marketing irá resolver todos os problemas da sua empresa como, melhorar a conversão, aumentar as vendas, visibilidade da marca, entre outros, em um único dia.

Por meio do marketing, ações estratégicas são desenvolvidas para manter o fluxo de receita da empresa de forma sustentável e também garantir que a empresa se conserve durante os próximos anos.

O marketing necessita ter acesso, a informações essenciais da empresa, como por exemplo, conhecer a margem de lucro dos produtos, definição clara das vantagens e funcionalidades do produto, soluções que poderão ser realocados em campanhas mensais para que se monte um planejamento de longo prazo, falhas dos concorrentes, deve compreender como é feito o atendimento pós-venda, além de ter no mínimo algum recurso mensal para desenvolver ações de comunicação.

Evolução do Marketing

É pelo fato de haver a competição no mercado, que o Marketing é tão importante para as empresas. Gerar leads, melhorar o relacionamento, analisar comportamento, estudar concorrentes, monitorar marca, otimizar conversão, pesquisar tendências, planejar ações, são algumas das coisas que o Marketing pode fazer pela empresa.

Antes de atender um cliente é preciso entendê-lo. O marketing serve para isso. Lembre-se que o sucesso da empresa é definido por quem compra o produto e não por quem o fabrica.

É muito comum ver o termo ‘marketing‘ associado a outras palavras que acabam criando novas áreas de estudo como:

Marketing 1.0/2.0/3.0, Endo marketing, Geo marketing, Marketing Digital, Marketing Viral, Marketing de Guerrilha, Telemarketing, Marketing online, Email Marketing, Marketing de Serviços, Marketing Politico, Marketing de conteúdo, Marketing direto, Mobile Marketing, Marketing Multi-nível, Marketing offline, Remarketing, Cross-Marketing e etc.

Com Marketing Digital não foi diferente!

 

Marketing Digital

Marketing Digital: O que é?

Ter bom produto, atendimento de qualidade e um preço atrativo são elementos importantes para chegar ao sucesso. Porém, para completar o ciclo, é fundamental atrair pessoas para o seu negócio e convencê-las a comprar. Estando na era da tecnologia, o marketing digital pode ajudar nisso.
Apesar de ser relativamente recente, afinal, surgiu há pouco mais de 20 anos, este complemento do Marketing veio para mudar radicalmente a forma como empresas se comunicam com seus consumidores.

Funcionando como um aprimoramento de técnicas de marketing off-line que já são amplamente conhecidas e utilizadas, essa estratégia pode fazer toda a diferença para os resultados empresariais — inclusive para empreendimentos de pequeno porte.

“Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos clientes e melhorar a sua rede de relacionamentos.”

Com o surgimento e aperfeiçoamento da internet e o aumento na potência da globalização, cada vez mais, as pessoas têm acesso à informação não importa quando e onde estiverem, seja via computadores, tablets ou smartphones.

Interatividade com Marketing Digital

O que os empresários às vezes não percebem é o quanto as novas mídias, por exemplo, podem ser fatores influenciadores e decisivos para a imagem e o sucesso de seus negócios. Os feedbacks dos clientes muitas vezes transmitem mais credibilidade e confiança, pela sinceridade, do que relatos de chefes e diretores e por isso são fundamentais para o desenvolvimento da empresa.

O antigo boca-a-boca ainda é a ferramenta mais poderosa para divulgar e consolidar uma marca, e nos dias atuais, essa forma “orgânica” de divulgação, passou a ter uma versão digital. Ou seja, através dos canais online de comunicação e redes sociais, consumidores satisfeitos com seu negócio e com os benefícios obtidos com seu produto ou serviço, provavelmente irão elogiar a empresa e publicar comentários positivos de suas experiências. Isso efetivamente atrai novos clientes e ajuda a empresa a construir um relacionamento longo e duradouro com seus clientes e potenciais clientes.

Contudo, é necessário ter atenção! Do mesmo jeito que a internet e as redes sociais funcionam de forma positiva quando os clientes estão satisfeitos, consumidores insatisfeitos, que tiveram uma experiência negativa, podem prejudicar e muito a reputação, tanto online quanto offline, da empresa caso tenham sido impactados negativamente com seu atendimento, produtos ou serviços.

Porque adotar o Marketing Digital

A boa notícia é que o marketing pode auxiliar o seu empreendimento em diversos sentidos, levando a conquistas que você não pensava serem possíveis. Entre as principais razões para adotar essa estratégia:

Possui alto retorno de investimento

O ROI (Retorno sobre Investimento) mostra o quanto a empresa ganha para cada investimento que faz. Se você investe R$ 5 mil em uma parte do negócio e tem um retorno bruto de R$ 15 mil, o lucro é de R$ 10 mil. Nesse caso, o seu retorno é de 200% — ou seja, para cada R$ 1 investido, ganhou R$ 2 de lucro.

Parece um bom negócio? E é! O marketing digital, nesse sentido, é capaz de oferecer um excelente ROI. Ou seja, a partir do dinheiro que você destina inicialmente, é possível coletar um valor muito maior ao final.

Como consequência, o negócio ganha mais recursos para poder investir em outras áreas, além de aumentar a robustez das próprias finanças.

Não exige uma grande quantia de dinheiro

Se acha que ter um alto retorno só é possível porque uma grande quantia de dinheiro é aplicada, saiba que, na verdade, é exatamente o oposto. De fato, o marketing digital custa menos do que o marketing “tradicional”.

Em uma matemática simples, você gasta menos e ganha mais, favorecendo os resultados. Inclusive, é esse investimento baixo que também tem a ver com o alto retorno, já que os lucros podem ser grandes mesmo que os valores investidos sejam relativamente menores.

Para pequenas empresas, isso faz toda a diferença, já que dessa maneira é possível competir de igual para igual com quem tem muito mais recursos para investir nessa área.

Oferece flexibilidade de investimento

Quando decide investir no marketing tradicional ou off-line, não há tantas opções. Você está limitado geograficamente e, por mais avanços que aconteçam, pelas opções. Materiais impressos ou de exibição em pontos fixos tendem a ser a escolha, como outdoors e banners.
O problema é que às vezes a sua empresa precisa de algo além. Talvez, seja aproveitar aquele horário da janta para instigar o consumo. Ou, então, utilizar recursos muito mais rápidos do que o que o material impresso oferece.

Caso se identifique com essa situação, saiba que o marketing digital pode ser a solução. Com ele, há um número maior de possibilidades para diversificar aonde vai o seu dinheiro, aumentando as chances de conseguir os resultados que você deseja.

Permite se destacar da concorrência

Muitos dos seus concorrentes, especialmente as outras empresas pequenas, ainda não sabem a importância de se posicionar digitalmente. Há aquela crença de que um negócio desse porte tem preocupações maiores e não tem dinheiro suficiente para fazer esse tipo de investimento.

Sabendo que isso é mentira, você pode preparar o próprio empreendimento para investir e sair à frente dos demais. Enquanto eles gastam esforços e recursos somente no marketing tradicional, você pode construir uma estratégia completa.

Isso faz com que os clientes enxerguem a sua marca de maneira diferente, dando mais atenção a ela. O ganho de competitividade vem como consequência, permitindo deixar para trás quem tenta levar seus consumidores.

Garante que a empresa se posicione corretamente

Se utilizado corretamente, o marketing digital mexe com a forma como a sua empresa se coloca dentro do mercado. Graças a ele, é possível ocupar uma posição de destaque em relação aos demais, fazendo com que a atração de clientes seja intensa.

Muito além disso, o negócio também pode se posicionar como uma autoridade no assunto do seu nicho de mercado, assim como ser uma opção confiável. Tudo isso estimula a compra e o relacionamento, permitindo que o empreendimento tenha maiores chances de sucesso.

Favorece a mensuração de resultados

Já tendo investido em marketing tradicional, você sabe que é difícil medir os resultados. Dá para saber quantos folhetos foram entregues ou o tamanho do outdoor. Mas não dá para saber quem realmente viu a oferta ou reconhecer, com precisão imediata, quem veio por determinado caminho.

Com o marketing digital, isso não acontece. Todas as ações podem ser acompanhadas e mensuradas bem de perto. Tal característica permite que a gestão saiba exatamente quais são os resultados de cada ação, de modo a saber o que funciona e o que não.

 

Marketing Digital

Como fazer marketing digital?

Diante de um mercado tão competitivo e de oportunidades que precisam ser aproveitadas, fazer marketing digital já é uma necessidade para todas as empresas, inclusive as pequenas. A dúvida que permanece é como colocar tudo em prática para conseguir os efeitos tão desejados.

Se essa é a sua dúvida, não se assuste! A seguir, você vai conhecer todos os passos para uma estratégia de sucesso. Veja:

1 – Compreenda o seu público-alvo

Qualquer ação de marketing tem como intenção principal atingir a pessoa que, futuramente, se tornará a consumidora. Com o seu negócio, isso não é diferente, então tudo começa pela análise do público-alvo.

Entenda quem são os seus clientes e, a partir daí, trace um perfil de consumo. Entenda características como idade, sexo, poder aquisitivo, localização ou o que for determinante para que o cliente diga “sim”.

A partir disso, crie uma persona. Trata-se de um “personagem” fictício que representa o seu cliente médio real. Deixe bem claro quem ele é, do que ele gosta, o que ele espera e quais são os motivos que podem fazer com que ele não compre.
É isso que deve orientar a atuação daqui para frente, permitindo que toda a comunicação seja sempre direcionada rumo ao alvo certo.

2 – Defina objetivos para a atuação

Sem saber para onde deseja chegar com o marketing digital, é impossível obter os resultados almejados. Isso porque, na falta de objetivos, qualquer resultado será considerado positivo — e sabemos que não é bem assim.

Por isso, antes de erguer as mangas e colocar as mãos na massa, é fundamental entender o que você espera dessa abordagem. Tenha metas realistas e condizentes com a situação do mercado e do negócio, mas estabeleça objetivos desafiadores.

Isso ajuda a manter a motivação e a conquistar um desempenho favorável. Associe cada objetivo a um período de tempo, como nos seguintes exemplos:
● aumentar o número de contatos gerados em 20% em 6 meses;
● elevar em 10% o valor da atual taxa de conversão em 3 meses;
● aumentar o alcance de marca em 50% ao final de um ano.

Essas são apenas situações hipotéticas, já que tudo vai depender das suas próprias características, mas a ideia é associar um prazo para favorecer a motivação.

3 – Estabeleça um orçamento

Definiu os objetivos? Então é hora de estabelecer o valor que será gasto para que a estratégia dê certo. Graças ao fato de ser mais barato, esse marketing não vai exigir tanto investimento quanto o tradicional.

Ao mesmo tempo, oferecer recursos de menos vai comprometer o alcance dos resultados, então pondere corretamente para fazer a melhor aplicação.

Olhe, também, para a situação atual do empreendimento, de modo que você possa compreender quanto pode ser gasto sem que isso cause problemas para o negócio — afinal, a intenção é ajudar.

4 – Comece a construir a presença online

Com tudo isso estabelecido, é hora de começar a construir a presença on-line. Quando se fala nisso, é impossível não citar a necessidade de criar um site de qualidade, robusto e que seja adequado para os propósitos.

Ele funciona como se fosse um “cartão de visitas virtual” e, muitas vezes, é o primeiro contato virtual do cliente com seu negócio. Por isso, ele deve ter um design responsivo — ou seja, que se adapta a todas as telas — e ser completo.

Apresente os produtos e preços em um catálogo virtual, deixe as informações de contato e o horário de funcionamento. Se fizer entregas, considere receber pedidos diretamente por essa plataforma.

Esse primeiro passo será crucial para que o negócio consiga cravar os pés no ambiente virtual.

5 – Aproveite o poder das buscas locais

Parte do objetivo do marketing digital é atrair um número maior de pessoas. Tendo um site, você já possui um endereço, mas precisa oferecer o mapa para que as pessoas cheguem até ele. Assim, aproveitar o poder das pesquisas locais para exibir seu negócio é uma ótima maneira.

Mais do que aumentar a atração de pessoas, o negócio se torna capaz de gerar um tráfego qualificado. Em outras palavras: com esses buscadores, o negócio chama a atenção de quem está perto e, com isso, propenso a comprar.

Incluir o seu negócio em um guia local virtual é uma ótima escolha, já que, assim, sempre que as pessoas pesquisarem, ele aparecerá em destaque.

6 – Ofereça conteúdo de qualidade

Como parte do marketing de atração — também conhecido como inbound —, a oferta de conteúdo relevante para a persona é algo significante. No marketing digital, é ainda mais fácil fazer essa oferta da maneira correta.

Dentro do próprio site, vale a pena criar um blog, em que podem ser publicados conteúdos esclarecedores de dúvidas da persona. Também é possível dar dicas e orientações, ajudando esse indivíduo, mesmo sem o interesse principal em relação à compra.

Imagine, por exemplo, que você possui um estabelecimento de comida. Em seu blog, pode falar dos benefícios de certos alimentos, dar receitas e dicas especiais para conservar a comida fresca por mais tempo e assim por diante.

O objetivo é ajudar a pessoa a resolver dúvidas e questionamentos. Posicionando-se como autoridade, a escolha pelo seu empreendimento é um passo natural.

Entre os tipos de conteúdo, podem ser utilizados textos, e-books, vídeos, infográficos e muito mais!

7 – Use os links patrocinados

Para potencializar os efeitos da sua atuação no ambiente digital, nada melhor do que garantir que os elementos sejam encontrados por mais gente, certo? Nesse sentido, um dos grandes aliados é o uso dos links patrocinados.

Ao criar uma campanha no Google Adwords, por exemplo, é possível definir em qual página o cliente vai parar quando clicar, por quanto tempo o anúncio será exibido, quais são as palavras-chave que farão com que ele apareça e assim por diante.

Trata-se de uma ótima forma de gerar um interesse ainda maior por parte de quem busca algo — afinal, estima-se que 9 em cada 10 brasileiros pesquisam na internet antes de fazer uma compra. Entre os que pesquisam, 51% dos usuários descobriram uma nova empresa — que pode ser justamente o seu negócio.

8 – Aproveite as redes sociais

Entre todos os países da América Latina, o Brasil é o país que mais utiliza as redes sociais. Desde os tempos do Orkut até a chegada do Facebook, Instagram e outras mídias, o usuário brasileiro é muito participativo nessas redes.

Com isso, faz todo o sentido que a sua empresa também esteja por lá. É fundamental, em primeiro lugar, criar perfis empresariais, que são diferentes dos pessoais. Uma página no Facebook, por exemplo, tem mais alcance e recursos do que um perfil para a empresa.

Também é importante ter consistência na hora de publicar. Garanta que o seu público receba conteúdos que chamem a atenção entre tantas outras publicações. Estimule, também, o engajamento. Elevar o número de comentários e compartilhamentos, por exemplo, é tão importante quanto ter muitas curtidas.

Esses canais podem ser utilizados especialmente para fazer a comunicação direta e o atendimento ao cliente, gerando efeitos de aproximação que contam pontos a favor.

9 – Defina métricas para acompanhar

Já que o acompanhamento completo de resultados é uma das características relevantes desse tipo de marketing, isso deve ser aproveitado. Tão importante quanto executar as estratégias nesse sentido é medir e conhecer quais são os resultados.

Levando isso em consideração, é fundamental definir quais serão as métricas que devem ser acompanhadas para saber se algo deu certo conforme o esperado ou não.

Isso também depende de cada empresa e seus objetivos, mas alguns dos principais indicadores são:

  • número de acessos: quantidade de vezes em que o site/blog foi visitado;
  • número de visitantes únicos: volume de pessoas que visitaram o site/blog da empresa;
  • tempo médio de sessão: média do tempo gasto por cada visitante no site;
  • taxa de conversão: relação entre as pessoas que compraram e as que foram contatadas/captadas;
  • custo por lead (CPL): valor total gasto com a estratégia dividido pelo número de leads — pessoas que ofereceram suas informações de contato;
  • custo de aquisição do cliente (CAC): relação entre o valor gasto com a estratégia e número de clientes convertidos;
  • retorno sobre investimento (ROI): relação entre o lucro líquido e o que foi gasto com a estratégia.

10 – Conte com profissionais especializados

Por mais necessário que seja, o marketing digital só vai oferecer os resultados esperados se ele for executado e acompanhado corretamente. Sendo o responsável por uma pequena empresa, é provável que você tenha muitas outras preocupações para garantir o sucesso do negócio.

Por isso, o ideal é deixar essa parte para profissionais especializados. Ao adquirir um site simples e altamente eficiente, por exemplo, você não vai precisar se preocupar com a parte técnica.

Contratando uma equipe especializada para dar conta das campanhas de links patrocinados, os resultados serão eficientes e dentro do esperado. Logo, procure quem realmente entende sobre o tema para te ajudar nessa tarefa tão necessária.

Marketing Digital

As vantagens do marketing digital para o meu negócio

Você já sabe por que e como executar essa estratégia para divulgar o seu produto e o seu negócio. Agora, só falta conhecer os benefícios que essa estratégia pode trazer para se convencer de vez!

Se ainda tem dúvidas de que esse pode ser o recurso que faltava para a sua empresa, veja as vantagens que ele traz:

Aumenta a exposição e o alcance de marca

Com estratégias adequadas de marketing digital, um dos primeiros efeitos é que há um aumento da exposição de marca. O seu negócio começa a aparecer exatamente onde os seus clientes conectados estão, aumentando a presença.

Isso também amplia o alcance, já que mais pessoas passam a conhecer e a entrar em contato. Assim, a marca se torna conhecida dentro do mercado, o que contribui para que ela se torne forte e destacada em relação às outras.

Atrai mais oportunidades de venda

Se mais pessoas ficam sabendo a respeito da sua empresa, isso significa que as chances de atrair pessoas interessadas se elevam.
Utilizando estratégias de segmentação — ou seja, agindo de acordo com interesses de uma parte do público —, é ainda mais fácil atrair as pessoas certas e que já estão próximas da compra.

Ao empregar o atendimento correto, o negócio gera e apresenta um maior número de oportunidades de vendas. Eventualmente, isso eleva a taxa de conversão, fazendo com que haja um faturamento maior.

Melhora a lucratividade

Além de aumentar as vendas e o faturamento, essa estratégia eleva a lucratividade. Em primeiro lugar, o alto retorno de investimento faz com que os custos fiquem “diluídos” para os resultados.

De certa forma, isso significa que cada resultado sai “mais barato” do que com outras estratégias, de modo a favorecer o empreendimento.
Além disso, há diminuição em outros custos, como o de aquisição do cliente. Posicionando-se como autoridade, a empresa consegue convencer mais facilmente os clientes a respeito das compras, diminuindo o custo para que a compra seja efetivada.

Favorece a fidelização do cliente

Indo além da atração de novas pessoas para o negócio, essa é uma estratégia que também tem a ver com manter por perto quem já consome. A fidelização é obtida mais facilmente porque, em primeiro lugar, o relacionamento é facilitado.

A empresa, agora, consegue falar diretamente com os clientes, gerando confiança e personalização nesse contato. Por ser dinâmico, o marketing digital oferece essa possibilidade de resposta em tempo real que o off-line não possui.

Isso também contribui para que o consumidor tenha uma experiência melhor. Como consequência, ele fica propenso a voltar outras vezes e, quem sabe, a trazer novas pessoas com ele.

Há, portanto, uma diminuição ainda maior do custo de aquisição, além de elevação na lucratividade e na reputação do negócio.

Prepara o empreendimento para o futuro

O futuro é digital. Com um número crescente de dispositivos conectados e inteligentes, é de se esperar que uma fatia cada vez maior dos seus clientes use esses recursos.

O marketing digital, que hoje é uma ótima possibilidade, passará a ser obrigação. Qualquer negócio que se preze vai precisar pensar nisso, cedo ou tarde.

Ao começar desde já a fazer esse tipo de investimento, você prepara o seu negócio para o futuro. Quando o momento chegar, o empreendimento estará totalmente adaptado ao ambiente digital e poderá colher cada vez mais resultados.

Permite o crescimento e a melhoria do negócio

Associando essa estratégia a outras possibilidades, ele se torna um propulsor do negócio. Graças ao aumento do número de clientes e à fidelização dos existentes, o empreendimento fica mais consistente para encarar crises e dificuldades.

O aumento da lucratividade, por sua vez, garante que haja recursos para fazer investimentos que levarão a melhorias crescentes.

Já os dados obtidos por meio das métricas permitirão que haja uma tomada de decisão efetiva e maior conhecimento a respeito do público. Isso favorece a alocação de recursos e a obtenção de efeitos progressivamente melhores.

Ao final, o negócio construirá todos os pilares necessários para crescer, se destacar e se consolidar de vez no mercado — tanto na internet quanto fora dela!

Com o marketing digital, a sua empresa pode alcançar novos patamares — e tudo isso utilizando estratégias altamente versáteis. Para começar a empregar essa possibilidade no seu negócio, entre em contato com a Guia Fácil e conheça as soluções que temos para o seu empreendimento!

Quer aplicar o Marketing Digital em sua empresa de forma profissional? Conheça nossa Consultoria em Marketing Digital.

Deixe um comentário